Definitivamente vivemos hoje em um mundo digital. Vários dos problemas e dificuldades antigos sumiram com o advento de novas e mais eficientes tecnologias. Entretanto provavelmente a área do marketing foi uma das mais afetadas, fazendo com que empresas tradicionais tenham que recorrer a aplicativos.

Mas como criar um aplicativo se você não tem uma equipe especializada? É muito caro? Compensa contratar alguém de carteira assinada? Ou seria melhor um freelancer? Quem sabe ainda uma empresa seria ideal.

São essas e várias outras dúvidas que pipocam na cabeça de muita gente assim que a necessidade aparece. Por isso, hoje eu resolvi separar um tempinho para explicar tudo o que você precisa saber antes de criar um aplicativo.

Como criar um aplicativo?

Primeiramente é necessário entender onde você quer chegar com seu app. Se o que você busca é tornar sua marca mais conhecidas e até mesmo fazer contratações ou vendas por ele, então este é um foco para marketing.

Já se o seu objetivo é melhorar um processo dentro da empresa seu foco é em mobilidade corporativa.

Ambas são boas aproximações que você irá ganhar um bom retorno. Mas é bom saber exatamente o que você quer antes de sair por aí tentando contratar um profissional. Assim é mais fácil conseguir um orçamento e prazos adequados.

Pode parecer uma boa ideia simplesmente criar um tipo universal de aplicativo com todas as funções possíveis, mas não é. O que vai acontecer é que muito provavelmente ele ficará pesado demais e muitos irão carregar muitos dados de funções e informações que não interessa.

Escolher um app nativo ou híbrido?

Um outro passo a ser decidido é o tipo de arquitetura que será implementado no seu aplicativo. Há hoje em dia linguagens de programação de todos os tipos e para todos os gostos.

Entretanto nem todas podem ser utilizadas em qualquer lugar. Por exemplo, o Kotlin e o Java são ótimos exemplos de linguagens fáceis e funcionais para os celulares Android e até mesmo computadores desktop.

Agora, a linguagem Swift vai operar com o foco para o iOS. Podem até existir versões que rodem em outros sistemas operacionais, mas nunca tão bem quanto seria em seu “habitat natural”.

O problema é que pode ser um pouco difícil criar aplicativos separados para cada linguagem. Até porque você estaria criando quase todo seu programa do zero de novo.

Para evitar isso foram criadas as linguagens para criação de aplicativos híbridos. Com elas você cria o aplicativo uma vez só e ele roda em ambas as plataformas. O que poupa muito trabalho e esforço.

Bom, no final das contas, qual tipo é melhor? Nativo ou Híbrido? Então, isto depende. Digamos que você esteja criando um aplicativo para rodar somente em sua empresa. Se todos os aparelhos são iguais é óbvio que seria melhor criar um app nativo.

Ele seria mais rápido, eficiente e fácil de fazer. Entretanto você pode recorrer ao híbrido se seu público alvo são os clientes e por algum acaso você esteja precisando de algo simples e rápido.

Claro, se o seu aplicativo for muito robusto, precisar de velocidade, ser leve e de rápido processamento, então vale a pena apostar em utilizar linguagens nativas criando apps diferentes.

Uma saída é criar um site responsivo (que tem seu design adaptável automaticamente para smartphones) e criar aplicativos que funcionam basicamente como web views. O usuário nem vai perceber, mas está basicamente navegando na internet.

O que você precisa para criar um aplicativo?

Por mais que as abstrações da programação tenham facilitado muito o trabalho dos programadores, ainda é necessário que muita gente esteja envolvida. Não são só programadores, mas gerentes de projetos, pessoas especializadas em marketing, designers, gerentes de produtos, etc…

Por isso vamos falar sobre um das perguntas mais comuns, o que vale mais a pena contratar?

  • Uma equipe fixa
  • Um freelancer
  • Uma empresa especializada

Olha, esta pergunta é muito interessante. Primeiramente gostaria de te recomendar descartar a ideia de uma equipe fixa. A não ser que você esteja buscando criar uma empresa que faça aplicativos, este é um caminho muito caro. Despesas trabalhistas vão onerar demais seu programa.

Um freelancer já sai bem mais em conta. Eles normalmente são profissionais liberais que usam este estilo só para fazer uma grana extra. Por um lado não precisam sobreviver desses trabalhos, mas existem alguns problemas inerentes.

Primeiramente temos o fato de que ele muito provavelmente não estará disponível em horário comercial. E por outro lado é possível que ele acabe demorando demais para fazer o projeto ir adiante.

Afinal de contas ele é uma pessoa só e com muito pouco tempo disponível. Os que vivem totalmente disto são ainda piores, pois acabam pegando muitos projetos ao mesmo tempo. O resultado são atrasos sem fim e uma qualidade duvidosa.

Uma empresa tem um nome a zelar e uma equipe preparada para a missão. Por isso recomendo plenamente este tipo de serviço.

Quanto custa? Demora muito?

Isto depende mesmo do que você está buscando. Um aplicativo simples pode custar em média uns R$10.000,00 e demorar 1 ou 2 meses para ficar pronto. Já um extremamente complexo pode demorar mais de um ano e chegar a quase um milhão.

Para saber mesmo é só fazer um orçamento sem compromisso. Afinal de contas ele pode custar bem mais barato do que você imagina.

Como faço para que meu aplicativo tenha resultados?

Bom, para chegar em um bom resultado final é importante se focar na parte do marketing. É aqui que você irá se destacar e ter seu sistema disponível para o mundo. Não é uma tarefa fácil, entretanto é quase tão importante quanto um aplicativo bem feito.

É necessário começar com uma estratégia de distribuição, depois evoluir para propagandas onde for possível. Depois é necessário analisar os primeiros resultados, refinar as campanhas e começar a melhorar o aplicativo.

Conclusão

Saber como criar um aplicativo é algo essencial para todos os que buscam resultados eficazes. Ele pode abrir portas que nenhum outro tipo de estratégia proporcionaria.

Claro, existe um bom caminho para se percorrer sobre este tipo de conhecimento. Por isso fique à vontade para deixar nos comentários suas dúvidas e sugestões.